Núcleo da Terra é 1000ºC mais quente que o imaginado.

Segundo os pesquisadores, os novos resultados apoiam os modelos geofísicos que predizem uma diferença de temperatura entre o manto sólido e o núcleo, explicando a intensidade do campo magnético da Terra.
Nucleo da terra



O núcleo do nosso planeta é composto principalmente por ferro em temperaturas de mais de 4.000 ºC, e uma pressão de 1,3 milhões de atmosferas. Desse modo, o ferro é líquido e flui como a água nos oceanos. Apenas exatamente no centro da Terra, a pressão e temperatura é ainda maior, e o ferro se solidifica novamente.






Para saber a espessura dos núcleos sólido e líquido e como a pressão aumenta à medida que o centro da Terra se aproxima, os pesquisadores analisam as ondas sísmicas que passam através da Terra.

Contudo, tais ondas não revelam a temperatura do centro da Terra, que tem suma importância no movimento do material do núcleo líquido e sólido. A diferença de temperatura entre o manto e o núcleo é o principal motor dos movimentos térmicos de larga escala, que assim como a rotação da Terra, agem como um dínamo para originar o campo magnético.

Para chegar a tais conclusões, os pesquisadores simularam em laboratório as condições do interior do nosso planeta, submetendo ferro à uma pressão de milhões de atmosferas através de bigorna de diamante. Para aquecer o ferro à 4.000 e 5.000 ºC, os cientistas utilizaram utilizaram potentes raios lasers.
O estudo provou que o fenômeno denominado recristalização acontece na zona externa da amostra de ferro, que foi proposto em 1993 por Reinhard Boehler.




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Apollo 18 ficção ou realidade? Nasa teria escondida e existencia de ETs na lua? Leia no blog!!!

Fuso Horário

Megalópoles